Sobre o Senid

 

 

Em 2016, o tema do Semin√°rio Nacional de Inclus√£o Digital √© ‚ÄúA liberdade digital de aprender‚ÄĚ! Tal tem√°tica nasce da constata√ß√£o de que em um mundo de conex√£o, abund√Ęncia e compartilhamento - tema do Senid 2014, os sujeitos podem desfrutar de liberdade para aprender. Tradicionalmente, os processos de aprendizagem tem seus momentos, tem√°ticas e insumos definidos pela Escola e pela Universidade. Em um mundo de informa√ß√Ķes digitais em fluxo, cada indiv√≠duo pode criar seus momentos de aprendizagem sobre os temas de seu interesse.¬†A Educa√ß√£o deve assumir o papel de interlocutora cr√≠tica e criativa com estes sujeitos que possuem uma percep√ß√£o ampla do mundo, interesses singulares e relevantes e que n√£o precisam das institui√ß√Ķes de ensino como mais uma fonte de informa√ß√£o.

Neste sentido, as tecnologias digitais e suas diferentes apropria√ß√Ķes tem papel fundamental na transforma√ß√£o dos processos educativos formais em um mundo onde a educa√ß√£o deve servir √† forma√ß√£o de sujeitos com futuros imprevis√≠veis e, portanto, mais do que fonte de informa√ß√Ķes, deve assumir o papel de potencializadora de capacidades cognitivas como a valora√ß√£o da informa√ß√£o, o pensamento criativo e a resolu√ß√£o de problemas.

A Universidade de Passo Fundo , nestes 11 anos de atividades na √°rea de Inclus√£o digital, colaborou significativamente para a transforma√ß√£o da sua regi√£o de abrang√™ncia, tanto no que se refere √† produ√ß√£o do conhecimento atrav√©s da abertura de campos de pesquisa, quanto na articula√ß√£o de suas a√ß√Ķes junto √† comunidade atrav√©s da gradua√ß√£o, p√≥s-gradua√ß√£o e projetos de extens√£o. No √Ęmbito desta vincula√ß√£o com a comunidade, √© poss√≠vel apontar preliminarmente para o Grupo de Estudo e Pesquisa em Inclus√£o Digital e para o projeto de extens√£o Mutir√£o pela Inclus√£o Digital.

Os Semin√°rio Nacionais de Inclus√£o Digital nascem do imbricamento destas tr√™s frentes de a√ß√£o e produ√ß√£o do conhecimento da Institui√ß√£o e est√° estreitamente vinculado ao Grupo de Estudo e Pesquisa em Inclus√£o Digital [http://gepid.upf.br] do curso de Ci√™ncia da Computa√ß√£o. O grupo est√° organizado em torno de duas linhas de pesquisa, sendo que o evento tem seu aporte nas pesquisas da linha Tecnologias e Metodologias de Inclus√£o Digital, cujo objetivo da linha √© Estudar e pesquisar de tecnologias, metodologias e a√ß√Ķes de inclus√£o digital que tenham por base as quest√Ķes estudadas e pesquisadas na linha de pesquisa Estudos da Cibercultura e para a linha Processos Educativos e Linguagem do Mestrado em Educa√ß√£o UPF.

Para o projeto Mutir√£o pela Inclus√£o digital, incluir digitalmente √© um processo sobretudo de autoria e colabora√ß√£o, de emiss√£o de significados e sentidos, fazendo da internet um ambiente natural de comunica√ß√£o, de troca de informa√ß√Ķes e de constru√ß√£o do conhecimento. Portanto, desvincular Software Livre e sua filosofia de a√ß√Ķes de Inclus√£o Digital representa, al√©m da incoer√™ncia te√≥rico-conceitual, uma a√ß√£o contr√°ria √† op√ß√£o nacional orientada √† cria√ß√£o de uma cultura de colabora√ß√£o, comunica√ß√£o, exerc√≠cio da cidadania e democratiza√ß√£o do conhecimento.

Assim, a trajet√≥ria na institui√ß√£o na √°rea de inclus√£o digital e software livre consolidada nas pesquisas realizadas no interior do GEPID e nas a√ß√Ķes desses projetos de extens√£o procuraram contribuir para o atendimento das demandas de inform√°tica educativa na cidade e na e regi√£o, buscando solu√ß√Ķes vi√°veis para isso. Por fim, salienta-se que esta proposta vai al√©m do oferecimento de mais um evento cient√≠fico, mas consolida-se como uma a√ß√£o completa e profunda de inclus√£o digital, a medida em que prev√™ a socializa√ß√£o de experi√™ncias de inclus√£o digital. O Senid 2016 tem sua origem em 6 Semin√°rios Regionais com uma m√©dia de 350 participantes, e em tr√™s nacionais com 450, 1424 e 2663 participantes, respectivamente.

Objetivo Geral: Divulgar a produ√ß√£o cient√≠fica e experi√™ncias realizadas em √Ęmbito nacional nas √°reas de tecnologias e metodologias de inclus√£o digital.

Objetivos Específicos: 

  • Criar um espa√ßo privilegiado de discuss√£o de experi√™ncias e socializa√ß√£o de conhecimento gerado na √°rea de Inclus√£o Digital no Brasil;¬†
  • Estabelecer parcerias, fomentar a√ß√Ķes e contribuir para a socializa√ß√£o do conhecimento gerado e para o aprimoramento de processos de inclus√£o digital no contexto s√≥cio-educacional brasileiro;
  • Propiciar aos estudantes de gradua√ß√£o e p√≥s-gradua√ß√£o da Universidade de Passo Fundo o contato com pesquisadores de todo o Brasil;
  • Fomentar e divulgar a filosofia de software livre como forma de cria√ß√£o de cultura e de rompimento com a depend√™ncia;